Hilda Hilst. Contos D’Escárnio - Textos Grotescos

Para espantar os ranzinzas, os entediados, os chatos e, principalmente, aqueles que se aproximam da terceira idade e só sabem reclamar da vida...

"Pequenas sugestões e receitas de Espanto-Anti Tédio para senhores e donas de casa.

# Colha um pé de couve e dois repolhos. Embrulhe-os. Faça as malas e atravesse a fronteira. Tá na hora. # Coloque duas alcachofras cruas dentro de uma vasilha com água fria. Fique ali esperando as folhas de alcachofra se soltarem e medite sobre a tua condição de humano mortal e deteriorável. Quando enfim todas as folhas estiverem sobrenadando, tome um banho, porque, convenhamos, há quantos dias você está aí. # Compre meia dúzia de cerejas, um copo de creme de leite, uma dúzia e meia de framboesas, cem gramas de nozes já descascadas, um cálice de Cointreau, duas ambrósias. Pingue três gotas de néctar (informe-se), três fiapos de casquinha de nectarina, uma gota mínima de algália (informe-se, isto aqui não é cartilha para esse pessoalzinho que está fazendo mestrado). Bem. Ponha todos os ingredientes no liquidificador, acondicione corretamente nessas pequenas geladeirinhas portáteis e viaje para a Grécia. Tá na hora.

# Compre manteiga. Passe-a nos dedos. (Esqueça-se de Marlon Brandon) Chupe-os. E diga em tom de oração: que vida solitária, meu Deus. (Contenha-se). [Hilda Hilst. Contos D’Escárnio - Textos Grotescos]

Conteúdo
Textos Adicionados Recentemente
Arquivos
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Voltar para Referências